fbpx

RH em startups: a importância e como estruturar

  • Solides
  • março 24, 2022
  • Nenhum comentário
RH-nas-startups

Ainda que os objetivos de um departamento de RH em startups sejam semelhantes, esse tipo de negócio conta com algumas especificidades que merecem um olhar especial.

Isso porque, uma startup tem maior autonomia e abertura para inovação e aplicação de novas soluções. E, para atuar de maneira estratégica, todas as pessoas do time precisam estar alinhadas aos objetivos e metas do negócio. 

Devido a essas e outras características, estruturar um departamento de RH para startups é essencial. A grande questão é: como fazer? É o que vamos mostrar neste artigo. 

Qual é o maior desafio na montagem do RH nas startups?

Um dos maiores desafios na estruturação do RH nas startups é manter talentos multi-skills na empresa. E essa condição, de ter profissionais de alta performance, é o que coloca a gestão de pessoas no centro. Especialmente nas empresas emergentes, como as startups. 

Portanto, anote: o grande desafio na formação de um RH estratégico é atrair e reter talentos com múltiplas habilidades (multi-skills) e também ser capaz de identificar oportunidades de desenvolvimento de profissionais para potencializar seus resultados. 

Para Mônica Hauck, CEO e co-founder da Sólides, o novo modelo digital de trabalho está presente, principalmente, nas startups. Portanto, é natural que elas se estruturem, incorporando setores e departamentos que possam contribuir com o crescimento do negócio. 

“O mundo atual exige das empresas muito mais eficiência e o RH tem que ser o braço estratégico do negócio.” – Mônica Hauck

Qual o papel e a importância do RH em uma startup?

Como sabemos, a gestão de RH é a alma e o coração das empresas. Portanto, é natural questionar qual a importância do setor em uma startup. E qual o papel ele desempenha. Seriam as mesmas atribuições de uma empresa tradicional?

De maneira geral, a função do RH em uma startup está ligada ao principal desafio citado acima. O setor precisa lidar com o crescimento exponencial do negócio e, muitas vezes, essa evolução atropela processos e provoca falhas que podem virar problemas logo adiante. 

Outro ponto relevante é o aumento do quadro de pessoal, que acontece tão rapidamente e que acaba prejudicando o processo seletivo, resultando em contratações equivocadas. Nesse sentido, a importância do RH em uma startup é fazer aquilo que está além das burocracias tradicionais, como folha de pagamento, controle de férias, acompanhamento de jornada. 

O papel dos Recursos Humanos nesse tipo de negócio é unir os colaboradores e garantir que todos estejam em sintonia, caminhando na mesma direção estratégica do negócio. Confira a seguir quais são as atribuições do RH na prática.

Atração de Talentos

É um conjunto de esforços promovidos pela gestão de pessoas para conquistar profissionais de alta performance e integrá-los ao quadro da empresa.Quando bem realizada, a atração de talentos qualifica a reputação da empresa, mostrando quão atrativa ela é. Trata-se de um ponto positivo para o employer branding. 

Engajamento de profissionais

Para um negócio prosperar, a participação colaborativa em um propósito comum é mais que necessária. Nesse viés, uma comunicação interna, fluida, transparente e objetiva, aliada às boas ações de endomarketing são capazes de fortalecer o engajamento que a startup precisa para subir a régua do negócio. 

Produtividade e Performance

Manter a produtividade em alta e a qualidade da performance são responsabilidades da gestão de pessoas. Afinal, o objetivo é fazer o negócio alcançar patamares mais altos. 

Cultura e clima organizacional

A cultura é fundamental para alinhar expectativas e contar com um time que compartilha os mesmos ideais, valores e princípios. Muitas vezes, a cultura de uma empresa é responsável pela atração e retenção de talentos. 

Outro fator primordial sob responsabilidade do RH é o clima organizacional. Ele é o principal indicador de satisfação ou insatisfação entre os colaboradores. Isso porque, é o clima que define o estado de ânimo individual e coletivo entre os profissionais. Em uma startup, isso não seria diferente. Afinal, quem não deseja trabalhar em um ambiente harmonioso? 

Desenvolvimento do capital humano

Treinar e desenvolver pessoas significa aplicar um conjunto de procedimentos cujo objetivo é contribuir para a evolução profissional a curto e longo prazo. Nesse contexto, entram a educação corporativa, o Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) e a cultura do feedback. 

Todos estes instrumentos proporcionam o crescimento do capital humano nas empresas, seja ela de pequeno, médio ou grande porte, incluindo as startups. 

Retenção de Talentos

Reter os melhores profissionais do mercado é tão importante quanto atraí-los.Para manter seus colaboradores engajados e interessados em continuar na organização, a gestão de pessoas aplica um conjunto de medidas capazes de despertar ou fixar a motivação dos colaboradores. 

Conclusão

Dentre as reflexões que trouxemos aqui, vale destacar que departamento de RH é vital e estratégico para todos os tipos de negócio, essencialmente para as startups. 

Então, que tal começar agora mesmo a conhecer outras maneiras de transformar sua gestão de pessoa? A Sólides preparou um guia completo e gratuito para ajudar você a revolucionar seu RH. Baixe agora, é grátis: Guia RH 4.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *