Logística: pandemia traz holofotes e oportunidades para o setor

 

Não precisamos ficar falando do quanto a pandemia do coronavírus trouxe complicações para todos. Mas há quem pense em tudo para “normalizar” a situação. Trata-se da área logística.

É claro que normalizar uma situação durante um período tão ímpar é atividade praticamente impossível. Mas, acredite: se não fosse o segmento citado, tudo seria ainda mais difícil.

Por isso, é necessário falar um pouco mais sobre esse setor tão importante. Não só para a Economia brasileira, mas para você, empreendedor.

(Até porque falar que “[insira aqui uma atividade] é muito importante para a Economia” é um imenso clichê. Queremos ir muito além disso)

Todo empreendedor, via de regra, entende minimamente de logística. Organizar uma empresa é tarefa para poucos, e você está neste seleto grupo. Parabéns por isso!

Entretanto, existem profissionais que operacionalizam absolutamente tudo para você. E, mais do que isso: não só sabem como já trabalham para ajudar a sanar as dificuldades enfrentadas.

Esse segmento te ajuda a:

  • Receber pedidos e produtos
  • Encontrar novos clientes
  • Oferecer novas soluções
  • Escoar sua produção 
  • E, principalmente, facilitar a sua vida

Quanto mais você ler esse texto, saiba que mais próximo estará de descobrir uma série de novas soluções, ideias e insights para o seu negócio. 

Mais do que isso, na realidade: esse texto é apenas a ponta de um iceberg quanto o assunto são facilidades para a sua empresa. Você está prestes a descobrir tudo isso.

Ao se associar à Abstartups, você ganha uma série de benefícios que qualquer empreendedor deseja no mercado. No final desse texto explicamos tudo, mas deixamos o convite desde já.

Temos certeza que um dos nossos planos se encaixa ao que você precisa (ou pode investir) para descobrir uma infinidade de soluções. Basta saber mais clicando aqui.

O Blog da Abstartups é inteiramente gratuito para o acesso de todo e qualquer empreendedor, mas podemos garantir duas coisas para você:

  • Ele traz uma série de informações relevantes e pode expandir seu campo de visão sobre o mercado de trabalho em uma série de temas diferentes
  • Determinados assuntos possuem ideias e soluções que são exclusivos de sócios da entidade. Logo, para usufruir do que falamos, é necessário ser nosso parceiro.

Você já sabe: ser associado da Abstartups é algo que impactará positivamente na sua vida profissional e, também, na sua empresa. Não perca tempo!

Duas rápidas definições – mas sem origem

“Ué? Como assim? Como não vamos falar da origem da Logística?”, você deve estar se perguntando ao ler o inter título.

É muito simples: o ato de organizar processos é algo inerente a todo e qualquer processo – com o perdão da redundância. Para sistematizar algo, é necessário estabelecer padrões. 

Logo, falar de tudo isso exigiria uma imensa volta no tempo – e uma consequente perda de foco do nosso texto.

Para você ter ideia: líderes militares da Grécia Antiga, de Roma e do Império Bizantino já falavam de conceitos que envolvem a logística. E, bem, é daqui que vamos para as definições citadas.

Na primeira metade do século XIX, o principal teórico de assuntos militares se chamava Antoine-Henri Jomini. O suíço escreveu um livro chamado “Sumário da Arte da Guerra”.

Jomini dividiu a tal “arte da guerra” em seis partes. Nem precisamos dizer qual é uma delas: o tema deste texto que você está lendo. 

E vem dos escritos de Jomini as duas definições citadas. Para ele, estamos falando da “ação que conduz à preparação e sustentação das campanhas”.

Sim, campanhas. Lembre-se que o suíço era um teórico militar – ou seja, pensava sempre em guerras, armamentos e tudo mais. Por isso, troque “campanhas” pelo segmento da sua empresa.

Acho essa definição interessante? Pois bem: temos outra. Talvez mais abrangente, se encaixando perfeitamente no mundo das startups.

O teórico comentou que a logística é “a ciência dos detalhes dentro dos Estados-Maiores”. No caso, pode trocar “Estados-Maiores” por “empresas”. Genial, não?

Momentos delicados

Nada mais justo que definições de logística tenham surgido para falar de guerras. Afinal de contas, é em momentos extremamente sensíveis em que ela se prova ainda mais interessante.

Como falamos no começo do texto, estamos em um momento completamente extraordinário. E sensível. E triste. É a hora, portanto, que tal administração se torna ainda mais importante.

A pandemia do coronavírus não deixa de ter um cenário semelhante a uma guerra. E é o segmento em questão que faz com que um mundo em parafuso siga rosqueando – ainda que com dificuldade.

Em outros textos por aqui, já falamos que cada crise traz uma oportunidade. Não é diferente no momento em que estamos vivendo. E a própria Abstartups deixa isso claro.

Por aqui, nós temos a StartupBase. Basicamente, é um imenso banco de dados sobre uma série de startups no Brasil. Vale a visita – e, de tão genial, voltaremos a falar dela mais para frente.

Um dos segmentos pelos quais você pode procurar empresas de tecnologia, adivinhe, é “Logística e Mobilidade Urbana”. São, ao todo, 223 empresas listadas nesta área nas nossas informações.

É um número expressivo, obviamente. Mas, por exemplo: não está entre as dez primeiras áreas com mais empresas representadas. 

Mais: quando comparada com o segmento-líder da nossa ferramenta, “Educação”, a área tem apenas 28% do número de representantes. 

Isso não quer dizer que um segmento é mais importante que o outro. Quer dizer, porém, que a concorrência é menor. Que menos empreendedores se arriscam. Que poucos tem know-how.

Já entendeu onde queremos chegar? Vamos deixar mais claro: se você sabe se virar quando o assunto é logística, invista. Se tiver um sócio nessa situação, idem.

O mercado é amplo e pouco explorado. Mais do que isso: a pandemia faz com que a área seja ainda mais demandada. É a oportunidade de ouro para você passar a investir nesse segmento.

Soluções – ou melhor, nortes

Pensar em ferramentas técnicas na área de logística exige bastante tempo. Apenas para começar, seria necessário dominar uma série de plataformas altamente tecnológicas. 

Para, novamente, não perdermos o foco do texto, não falaremos a respeito. (E, convenhamos: é difícil falar de técnicas de Administração e Exatas em um texto específico sobre uma área tão abrangente)

Podemos, porém, dar algumas dicas. E vamos ficar em três por aqui. Pode parecer pouco, mas temos certeza que elas serão muito úteis para você. 

E não falamos isso, apenas, por excesso de confiança ou arrogância. Falamos por assertividade. Tanto é assim que personalizaremos tais dicas.

Mapeamos três públicos-alvo importantíssimos para o setor logístico: fornecedores, clientes e público em geral. Cada um desses grupos, obviamente, terá demandas e dores diferentes. Daí a personalização.

  • Fornecedores: administre riscos

A pandemia trouxe uma série de problemas mundo afora. E não, não estamos falando apenas daqueles problemas cotidianos. São situações delicadas, como dissemos acima.

Caso o empreendedor detecte algum risco, ele deve ter alternativas. Se possível, mais de um fornecedor. E ter todas as informações de prazos, gastos e etc bem planilhados

  • Clientes: invista na comunicação

Tão importante (e, por vezes, tão subjugada), a comunicação transformou-se no melhor caminho para manter a credibilidade da sua empresa. E, quem, sabe sair fortalecido da crise.

Algo vai atrasar? Pintou algum problema? Avise de imediato, de maneira clara e completa. Em tempos difíceis, o que todos precisam é de confiança e transparência.

  • Público em geral: zele por eles

A saúde (física e mental) de qualquer pessoa deve ser prioritária não só para você; mas, também, para a sua empresa. Em tempos de pandemia, então, nem se fala.

Evite aglomerações, tenha (e empreste) sempre álcool gel, cuide da higienização de tudo que entrar e sair no local de trabalho e em entregas. Tenha o máximo de cuidado. 

Quando falamos em oportunidades…

Não estamos blefando ao falar que até mesmo na pior pandemia em mais de cem anos é possível ter boas notícias vindas do mercado. 

E, como diz o meme: eu posso provar.

Nos últimos meses, uma série de startups do segmento de logística registrar captações e número expressivos. Seja aqui no Brasil, seja em algum lugar da Terra.

Ficou curioso? Pois, então, dá uma conferida:

  • Beacon

Fundada em 2018, a empresa britânica rastreia cargas e possui uma plataforma de comparação de preços diversos para realizar um delivery.

Quem investiu na ferramenta foi ninguém mais, ninguém menos que Jeff Bezos. A rodada levantou mais US$ 15 milhões para o desenvolvimento da instituição.

  • Cargo X

Receber uma rodada de aporte já é algo complicado. Imagine, então, duas. E em um período de três meses. Durante uma pandemia. Foi isso que a empresa paulistano conseguiu.

Em abril, foram US$ 80 milhões. Em junho, mais US$ 15 milhões da Pattac Empreendimentos para incrementar a empresa que conecta empresas de transportes a caminhoneiros – 

  • Lalamove

A ferramenta, chinesa, apresentou crescimento de 100% por mês no Brasil em 2020. São cerca de sete mil entregas por dia – e 50 mil entregadores em SP, RJ, México e na Ásia.

Em entrevista à Pequenas Empresas Grandes Negócios, Albert Go, diretor LATAM da empresa, contou que itens leves e alimentos ganharam destaque no período.

Logística e muito mais

Não estamos aqui apenas para ajudar quando o assunto é logística – por mais que, ainda que indiretamente, ela esteja presente em tudo. 

A Abstartups busca ajudar absolutamente todo e qualquer empreendedor que tenha uma empresa escalável de tecnologia. De várias maneiras diferentes.

Vamos começar pelo que já foi citado aqui. A StartupBase, um imenso banco de dados personalizável para você conhecer uma série de startups Brasil afora, está à disposição.

Se você quer conteúdo para ampliar seu conhecimento de mercado, temos pesquisas, comunidades e o mapeamento de cada uma delas.

E claro! Aqui, no Blog da Abstartups, você encontra uma série de textos sobre uma série de temas pertinentes à vida do empreendedor. Você não vai se arrepender de pesquisar por aqui.

Por aqui, também temos mentorias com diversos empreendedores reconhecidos no mercado, que podem dar a você uma série de insights e passar um pouco da experiência e vivência de mercado.

Organizamos, também, dois eventos que são ótimos não apenas para abrir sua cabeça ou trazer experiência. Eles são ótimos para fazer o famigerado networking.

Estamos falando da Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo (CASE) e do StartupON, um dia inteiro focado em assuntos relativos ao assunto.

Tudo isso fica ainda melhor quando você se associa à Abstartups. Você ganha descontos, investimentos, conteúdos exclusivos e uma série de benefícios.

Se você já é associado, você sabe do que estamos falando. Mas, caso não seja, você pode ver o que te aguarda ao clicar aqui. E podemos dar o spoiler: é muita coisa bacana.

Temos certeza que, ao investir em logística, a sua empresa vai muito longe. E, junto com a Abstartups, fica impossível pensar no quanto você vai ganhar enquanto empreendedor.

About the Author:

Ana Flávia Carrilo
Apaixonada por escrita, comunicadora por nascença e formada em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Acredita no acesso a informação como forma de transformação social. Atualmente, faz parte da equipe de comunicação da Associação Brasileira de Startups, ajudando a desenvolver o ecossistema empreendedor brasileiro.