Exit, uma operação de M&A

No primeiro post da Série Rumo ao Exit, vamos falar dos conceitos introdutórios sobre M&A (Fusões e Aquisições) para startups, seus tipos e como se aplicam nesse universo.

Entre os diversos termos envolvendo startups, como MVP, KPIs (CAC, LTV, Churn) Pitch, Fundraising, Seed, Valuation, série A, VC, Exit, pouco se fala sobre o tal de M&A. E quando se trata dele, a primeira ideia que nos vem à cabeça é a de uma transação complexa, feita por empresas “tradicionais”, algo totalmente distante da realidade de uma startup. Porém, é possível que você esteja a caminho – ou com o objetivo – de fazer uma operação de M&A e nem esteja ciente disso! Se existe um plano para vender sua startup, saiba que todo Exit (saída) é uma operação de M&A.

Ficou confuso? Calma, siga na leitura do artigo que vamos explicar esse assunto!

Operação de M&A? Fusões e Aquisições? Exit? O que é tudo isso?

“Fusões e Aquisições”, tradução de Mergers and Acquisitions é o termo que genericamente usamos para descrever as operações de compra e venda de empresas e ativos. Apesar de aparecerem juntos, os termos fusão e aquisição têm significados diferentes. Quando falamos Fusão, nos referimos a uma estratégia corporativa de unificar duas entidades separadas em uma nova companhia. Já Aquisição se refere a compra (total ou em parte) de uma empresa por outra, mas sem que seja criada uma nova organização.

É importante destacar que toda operação de aquisição envolve uma parte compradora e uma parte vendedora. Quando mencionamos que uma startup fez um “Exit“, na prática, ela foi adquirida por outra empresa.

Tipos de operações de M&A mais comuns

Aquisição Total

Modelo mais comum em que ocorre a compra integral de um negócio, seus ativos tangíveis e intangíveis, desde o CNPJ até a tecnologia, a carteira de clientes, as equipes de colaboradores, fornecedores, marcas, equipamentos, etc.

Como exemplo, podemos citar a compra da TotalVoice, especializada em APIs de comunicação de voz e texto, pela Zenvia, empresa brasileira líder no segmento de “Smart Conversations” que, apesar de não ser obrigatório, manteve a marca e a operação do negócio adquirido separado. 

Fusão

Como falamos, acontece quando duas organizações se unem e formam uma sociedade que irá operar sob uma única gestão. Em geral, combina negócios de tamanhos parecidos e os sócios permanecem na sociedade.

Esse foi o caso da  HeroSpark, que surgiu a partir da fusão entre a Edools e a EAD Box, empresas desenvolvedoras de plataformas de ensino on-line que tornaram a solução da nova entidade mais completa ao unir produtos, serviços e talentos.

Ativos (Goodwill)

Esta é uma operação de M&A menos conhecida, mas que possui alto valor estratégico. Goodwill são ativos intangíveis que podem ser comprados separadamente de um negócio. Entre os mais conhecidos estão:

  • Marca(s) e domínio(s);
  • Carteiras de clientes, fornecedores;
  • Licenças, patentes, códigos-fonte;
  • Colaboradores, departamentos específicos;
  • Processos, metodologias, treinamentos…

A transação entre Contentools e GrowthHackers é um exemplo interessante deste caso, que foi parte de uma estratégia de internacionalização. A adoção de GrowthHackers como marca mãe tornou a empresa “americana” e trouxe um evento anual e uma comunidade de growth (base de usuários) para dentro de casa.

M&A para quê? E para quem?

As empresas estão continuamente buscando estratégias para aumentar seu market share (participação de mercado), ampliar sua base de clientes, reduzir custos, melhorar tecnologias, ganhar vantagens competitivas, eliminar a concorrência e as operações de M&A oferecem oportunidades únicas para isso

Cada vez mais, temos visto transações desse tipo, envolvendo as startups – sejam elas comprando outros negócios para alcançarem objetivos (como os citados acima), ou sendo adquiridas por corporações, se tornando parte de grupos econômicos maiores.

Assim, entendemos que é fundamental que as startups pensem cada vez mais em Fusões e Aquisições como parte de suas empresas, buscando ativamente por negócios que sejam boas oportunidades de aquisição ou encerrando seus ciclos por meio de Exits

Vamos falar mais sobre isso, no próximo artigo da Série Rumo ao Exit.

Até lá!

By |agosto 12, 2020|M&A, Série Rumo ao Exit|

About the Author:

Questum
Questum é a primeira assessoria especializada em operações de fusões e aquisições envolvendo startups do Brasil. Além de advisor em M&A, oferece assessoria em estratégia e governança corporativa. Saiba mais em questum.com.br