fbpx

Pitch: a apresentação que vai destacar a sua startup

Sua startup já está na ativa, seu negócio está no mercado. Mas, é claro, você quer atrair investidores e sócios. Chegou a hora de pensar no pitch.

Talvez você nem saiba o que isso significa. Mas, a Abstartups está aqui para ajudá-lo.

Pitch é o nome dado para a apresentação em que você explica o seu negócio para potenciais sócios, parceiros e clientes.

Mas não pense que, para isso, você terá uma hora ou uma tarde.

Bem longe disso, por sinal. 

E é aqui que começa toda a mágica desses rápidos eventos. Rápidos mesmo!

Agora, como você já está acostumado, acompanhe a nossa produção sobre a exposição que pode mudar o curso da sua empresa. 

Preciso saber um pouco mais sobre pitch

Diria a famosa frase norte-americana que “time is money”.

Ou seja: tempo é dinheiro, em tradução livre.

E, nesse caso, ninguém tem tempo a perder. Quanto mais tempo utilizado, mais dinheiro perdido – ou que não se ganha.

No geral, os pitches de startups duram cinco minutos.

E, sim, você leu bem. Cinco minutos.

Você tem, ao todo, trezentos segundos para, basicamente, apresentar a sua empresa para um sócio, cliente, fornecedor, parceiro ou algo assim.

Apenas não pense que isso é impossível. Você vai ver que, mais do que possível, isso chega a ser natural.

Antes de mais nada, tenha em mente que o pitch não é uma reunião.

Você tem que ver o evento como o passo inicial. 

Se você gostar de esportes, veja a apresentação como a largada de uma corrida. Ou o primeiro toque na bola do basquete ou do futebol.

Depois desse começo, muitas outras coisas vão acontecer nas partidas e grandes prêmios, certo?

Pois bem: é esse o espírito.

Por sinal, a origem da palavra vem, justamente, do esporte.

No baseball (ou beisebol aqui no Brasil), o pitcher é o atleta que arremessa a bola. 

O arremesso é o começo de cada jogada. E tem que ser rápido. 

É a descrição ideal para o evento.

Como eu apresento a minha empresa em cinco minutos no pitch?

Sabemos que essa é a pergunta que está passando pela sua cabeça nesse momento.

Não existe uma fórmula mágica para montar um pitch de sucesso. Esse é o principal que você deve saber.

Existem, entretanto, algumas técnicas que podem te ajudar bastante.

Uma delas é, como não poderia deixar de ser, saber o que falar.

E, não, não falamos, aqui, de decorar algumas frases e pronto.

Na apresentação, é necessário que você fale:

– A oportunidade que os novos parceiros terão

– O mercado de atuação

– A solução que você traz para o mercado

– Os diferenciais da sua empresa

– O que você busca no momento

É altamente recomendável que você responda esses tópicos na sua apresentação. 

Também é importante destacar que todos os segmentos de atuação possuem peculiaridades. E você não pode fugir disso.

Respeite o que é específico do seu mercado de atuação. Então, deixe isso claro na sua apresentação, por sinal. 

Outros dois detalhes também não podem ser esquecidos:

  • Perfil de que assistirá à apresentação

Investidores-anjo e/ou sócios que não são do segmento de atuação da startup costumam se interessar mais pelo seu plano de negócios.

Já quem é da no nicho costuma buscar mais dados específicos. 

Por conta disso, é importante montar mais de uma versão do seu pitch. O público-alvo a ser atingido pode variar a cada evento, e é importante estar preparado.

  • Você

Sim, você mesmo. Além de analisar e conhecer a sua empresa, investidores também querem conhecer o empreendedor que toca o negócio.

Por conta disso, é importante mostrar segurança, confiança, capacidade de execução e o bem e velho “pensar fora da caixa”.

Assim, quanto mais natural, espontâneo, criativo, conciso e esclarecedor, melhor para todos.

Tipos de pitch

Como falamos anteriormente, a média para uma apresentação dessas é de cinco minutos. 

Mas, se não tivessem exceções, não seria regra, certo?

Na realidade, existem alguns tipos específicos para essas apresentações. E, claro, vamos falar um pouco delas agora. A ordem é o tempo normalmente utilizado em cada um deles

  • One-sentence

Achou cinco minutos pouco? Então, respira um pouco.

A ideia, aqui, é descrever o seu negócio com apenas uma frase. 

Não existem muitos segredos para esse tipo de pitch. Mas uma dica é: invista em palavras-chave e utilize a sua capacidade de ser direto.

  • Elevator

Ele é bem mais tranquilo que o one-sentence, podemos te garantir. Mas, ainda assim, exige muita objetividade.

Essa modalidade prega que a apresentação deve, também, obedecer a um enredo quase que de filme.

Você entra em um elevador e TCHARAN, lá está um possível investidor. Entre trinta segundos e um minuto, você deve chamar atenção dele.

Já é possível ser mais criativo e ter alguma proximidade com o público por aqui. Mas, ainda assim, foque em diferenciais e na sua empresa como um todo.

  • Pitch deck

Ufa! Para quem chegou a definir um negócio em uma frase, temos, aqui, um tempo quase que infinito. 

Nessa modalidade, você tem entre sete e vinte minutos para apresentar. Esse período, por sinal, costuma ser combinado previamente.

Há, também, outra grande diferenciação dos demais pitches: o uso de materiais audiovisuais. E ele é determinante para a sua apresentação.

Documentos em .ppt, por exemplo, costumam chamar atenção. E, lembre-se: o foco tem que ser você e a sua empresa. Logo, o audiovisual é um detalhe, e não o protagonista.

A importância do conteúdo

O formato do pitch exige muito do empreendedor e da equipe responsável por ele, sabemos disso. Mas você não pode se esquecer que ele é o mesmo para todos. E isso traz uma divagação.

É claro que a criatividade é essencial no pitch. Mas, bem, o formato é idêntico para todo e qualquer empreendedor. 

Logo, existe algo no qual você pode (e deve) se diferenciar: no conteúdo.

Capriche nas informações que levará para a apresentação. Estude, tente deixar tudo claro. Insira contextos surpreendentes para colocar cada estatística e dado representado.

Existem algumas técnicas, porém, que parecem básicas, mas nunca saem de moda. Não descarte-os:

  • Se apresente

Com o nervosismo e a pressa, muitas pessoas acabam esquecendo de falar o próprio nome, por exemplo. Deixe claro quem você é!

  • Improviso tem limite

É altamente recomendável que você tenha um roteiro de temas que gostaria de abordar para explicar bem a sua empresa. 

E, claro: treine esse roteiro! Sem, é claro, perder a espontaneidade.

  • Simplicidade

Muitos empreendedores gostam de usar termos específicos em muitos momentos. Pitches não são a hora pra isso.

Quanto mais simples e sucinto, melhor. Lembre-se: nem todos na plateia podem estar acostumados à área quanto você

  • Fale com paixão

Seu negócio é quase que um filho seu. É o seu sonho se realizando. Deixe isso claro. Não poupe entusiasmo e nem mesmo aquele brilho no olhar ao falar dele.

  • Interaja

Um pitch pode ser muita coisa, mas dificilmente é monótono. E, em geral, apresentações monótonas são aquelas que não possuem interação com o público.

Chame atenção, convide quem está assistindo a participar com você. A chance da sua apresentação ser marcante é ainda maior.

Mas, é claro: utilize o bom senso em tudo que fizer.

  • Veja e reveja

Ao assinar um contrato, você lê muitas vezes o documento para se certificar de todas as cláusulas, possibilidades e proibições que ele impõe, certo?

Então, faça o mesmo com o seu pitch. Por ser algo rápido, ele deve ser revisto diversas vezes. Um erro em tão pouco tempo é amplificado.

  • Tenha opções

Caso dê branco ao falar, é interessante ter outros temas para tratar. Caso use recursos audiovisuais, vídeos e documentos travados ou falhas de conexão são comuns. Por isso, tome cuidado! 

O tempo, porém, segue correndo. Não seja refém de nada.

  • Ouça sempre os feedbacks

A cada pitch, uma série de dicas, conselhos e dúvidas podem e devem aparecer de quem vê-lo. Então, seja quem for, ouça-os e trabalhe para melhorar a apresentação.

E quem pode me ajudar?

Para responder à pergunta, te devolvemos com outra questão:

Com quem você tomou todas essas dicas sobre pitches? Onde você leu esse texto para te auxiliar?

Exatamente, no Blog da Abstartups. E você pode contar com a gente para te ajudar em muita coisa.

A começar pelo nosso blog, por exemplo. Aqui, você vai encontrar uma série de conteúdos com dicas e ideias para diversos insights por aqui. Inclusive, um freamework para você montar o pitch deck perfeito

Nós também temos uma série de benefícios para a sua startup. Por isso, ao passar lá pela barra superior, você vai ver que podemos te ajudar em áreas bem distintas entre si. De Jurídica a Vendas.

Falando especificamente de pitches, indicamos mais dois dos nossos auxílios.

O primeiro deles está nas nossas Mentorias. Conversar com quem já tem muita experiência no empreendedorismo, sobre pitches ou qualquer outro assunto, é sempre uma boa pedida.

E, claro, os eventos que organizamos podem trazer uma série de insights maravilhosos para você. Portanto, que tal conhecer o CASE e o StartupON?

Tudo isso está à disposição para quem é associado Abstartups. E se associar é muito fácil. Nossos planos dão direitos a uma série de benefícios. Um, certamente, vai te agradar.

Então, para verificar todos eles, basta clicar aqui.

O pitch perfeito é uma parte para o sucesso.  Por isso, ao se associar à Abstartups, você terá acesso a todos os outros meios para se destacar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *