fbpx

Contratação errada: como ela está encolhendo os resultados da sua startup

  • Solides
  • junho 09, 2022
  • Nenhum comentário

A contratação errada traz prejuízos como custos de treinamento, retrabalho, impacto na produtividade e necessidade de novos processos seletivos. Estes são apenas alguns fatores que podem estar travando o crescimento da sua startup.

Neste artigo te convidamos a conhecer os impactos do erro na contratação, o custo para a empresa e por quais razões elas erram na hora de admitir um novo colaborador. Confira!

Como identificar uma contratação errada?

Uma das tarefas mais difíceis para a gestão de pessoas é deparar-se com um recrutamento errado. Muitas vezes, admitir o erro na contratação é mais fácil do que identificar onde o processo falhou. 

Por isso, ainda durante o período de experiência, faça um check list:

  • o novo colaborador demonstra estar confortável no trabalho?
  • ele conhece, entende e respeita as políticas da empresa?
  • consegue interagir com colegas e gestores?
  • o relacionamento com clientes é adequado?
  • o profissional faz suas entregas no prazo e conforme o esperado?
  • como está o desempenho dele na função?

A gestão de pessoas deve analisar as respostas. Uma ou duas respostas afirmativas não são preocupantes, pois o novo colaborador ainda está se ambientando.

Porém, se o “não” predominar, a empresa precisa rever seus processos e promover uma reunião de alinhamento para entender seus motivos e conhecer suas dificuldades. A gestão precisa de respostas rápidas para evitar que o equívoco torne a acontecer. 

Quais os impactos do erro na contratação?

Quando o comportamento ou a performance do novo colaborador não atende às expectativas da empresa, não houve match.

Custos financeiros

Muito se fala nos prejuízos de uma contratação errada. Afinal, os custos provocados por esse equívoco podem ser fatais para pequenas e médias empresas, bem como para as startups. Vamos a alguns dados sobre os custos do erro na contratação:

Rotina organizacional

Uma contratação equivocada desequilibra a rotina organizacional. Os colegas precisarão treinar o recém-contratado como treinaram o anterior. Ou trabalhar horas a mais para concluir entregas. São fatores que impactam na produtividade, na qualidade do trabalho e no clima da organização. 

Turnover alto

Uma seleção mal executada resulta em dificuldade para atrair novos candidatos e altos índices de rotatividade. Esses aspectos afetam o employer branding e prejudicam a reputação da empresa diante de seus públicos. 

Por que as empresas erram na contratação?

Sabendo dos custos e impactos que uma escolha mal feita podem ocasionar, precisamos elencar alguns fatores que levam aos erros na contratação.

Descrição de cargo subestimada ou superestimada

As atribuições do cargo e as exigências para a vaga devem ser descritas com o máximo de precisão e honestidade. Um anúncio confuso ou com ofertas irreais podem afastar bons candidatos.

Ignorar o recrutamento interno

Muitas vezes o candidato mais qualificado está no próprio quadro funcional. O RH precisa estar atento aos talentos e valorizá-los internamente. Além de reduzir custos e economizar tempo, a empresa ainda investe em promoção com menos treinamento. 

Considerar a entrevista a parte mais importante do processo

Durante a entrevista, o recrutador não pode se deixar levar por impressões iniciais. Decisões precipitadas, opiniões distorcidas ou frases mal interpretadas ditas pelo candidato podem atrapalhar o processo. 

Focar em vieses inconscientes

As decisões devem ser racionais e não baseadas na opinião do recrutador. Um dos maiores motivos de uma contratação errada é permitir que crenças limitantes, pensamentos tendenciosos ou opiniões equivocadas decidam. 

Contratar profissionais menos qualificados que você

Por receio de escolher alguém confiante ou talentoso que possa tomar seu lugar, alguns gerentes preferem contratar profissionais menos qualificados. No entanto, colaboradores de alta performance contribuem para o sucesso do negócio e servem de inspiração para o autodesenvolvimento dos demais. 

Excluir um profissional superqualificado

Rejeitar um candidato muito qualificado reflete o medo do recrutador em perder esse talento logo após a contratação. No entanto, há um lado positivo em contratar colaboradores de alto nível: eles têm muito a ensinar às equipes, mesmo que não fiquem muitos anos na organização. 

Esperar o candidato perfeito

O recrutador sabe qual é o candidato ideal, mas esperar que o profissional irretocável apareça pode comprometer a produtividade do negócio. Contratar alguém com competências, fit cultural e habilidades já é um começo. 

Acelerar o processo

Recrutar alguém a toque de caixa é um péssimo negócio. Lembre-se que na pressa, a chance de escolher errado é maior. E todo retrabalho tem um preço. Além disso, ser ágil é diferente de ser rápido! Seja eficiente e combine agilidade, qualidade e estratégia em suas ações.

Próximo passo!

Quer saber como não cometer esses erros na contratação e destravar o crescimento do seu negócio? Baixe agora o ebook gratuito com o Guia completo da contratação: o que você precisa saber para acertar no processo

* Este artigo foi escrito pelo time de conteúdo da Sólides, a HR Tech líder no Brasil para pequenas e médias empresas. Uma plataforma completa de RH que facilita o modo como as empresas atraem, desenvolvem e retêm seus talentos, reduzindo o turnover e aumentando as vantagens competitivas do negócio. O resultado é economia e eficiência para as PMEs brasileiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *