fbpx

5 gatilhos mentais para implementar no marketing da sua startup

gatilhos-mentais-no-marketing

Me diz uma coisa, você já se emocionou ao assistir uma propaganda? E se eu te contar que isso só acontece graças a uma técnica chamada de gatilho mental?

Engana-se quem pensa que opta por marca X ou Y de forma totalmente racional. Os gatilhos mentais se mostram como motivadores psicológicos responsáveis por ativar o nível inconsciente do cérebro. Assim, conduzem nossas ações de escolha de maneira ‘’automatizada’’.

Quer saber como implementar os gatilhos mentais no marketing da sua startup? Então, pegue uma cadeira confortável e continue a leitura!

O que são gatilhos mentais?

Resumidamente, os gatilhos mentais são decisões que o cérebro toma no nosso inconsciente. Para evitar um esgotamento mental e conseguir se dedicar às escolhas mais complexas, ele segue algumas ações de forma automatizada.

Nós fazemos escolhas o tempo todo. Pela manhã, é melhor levantar logo ou ficar mais um pouco na cama? Tomar café ou vitamina? Ir para o trabalho de carro ou transporte público?  

Porém, várias dessas decisões do dia a dia passam despercebidas, não é mesmo? Por exemplo, enquanto você está lendo esse conteúdo, o seu cérebro está decidindo se deve continuar ou ir olhar a caixa de e-mails (#Dica: fique por aqui, ainda temos muitos pontos para ver).

Segundo um estudo da Cornell University, nós tomamos 226 decisões diárias apenas relacionadas a comida. E, essa avalanche de decisões pode nos levar a fadiga. Por isso, para nos poupar, o cérebro decide algumas questões sozinho, sem consultar o consciente.

Moral da história: essas decisões que tomamos sem perceber são os gatilhos mentais. Eles nos auxiliam a enfrentar essa enorme quantidade de escolhas que precisamos fazer.

Como os gatilhos mentais funcionam na estratégia de marketing de uma startup?

No setor de marketing estuda-se muito o comportamento do público-alvo. Afinal, as startups precisam entender o que leva as pessoas a fecharem negócio e como se dá esse processo de decisão, de modo a elaborar abordagens mais efetivas.

Nesse ponto, o neuromarketing é um importante aliado. Além de conhecer os gostos, preferências, dores e dúvidas das pessoas, essa vertente também investiga o que se passa no inconsciente.

Sendo assim, o marketing utiliza os gatilhos mentais que são comuns à nossa cultura, a técnica de persuasão é um ótimo exemplo disso. Outro gatilho mental que pode ser usado pelo marketing é o de exclusividade, a startup tem a possibilidade de utilizar esse sentimento na hora de nutrir o relacionamento com o público, dizendo que envio um “conteúdo exclusivo” para ele.

Quais são os gatilhos mentais mais usados pelo marketing em startups?

Agora que já sabemos o que são os gatilhos mentais e como eles funcionam no marketing, chegou o momento de ver alguns exemplos. Acompanhe!

Prova social

A prova social é uma estratégia onde a startup usa artifícios com o propósito de mostrar para o público-alvo que o produto ou serviço disponibilizado já foi validado. Por essa razão, a prova social se faz presente nos seguintes métodos:

  • cartões;
  • depoimentos;
  • pesquisa de mercado;
  • afirmação do número de clientes que testaram e aprovaram.

O objetivo deste gatilho mental para startups, logo, é gerar influência capaz de estimular a ação de conversão.

Autoridade

Dentre o vasto leque de gatilhos mentais, o de autoridade é aplicado como estratégia com grande frequência. Na realidade ele é muito parecido com a prova social, citada anteriormente, pois também comprova as boas características do produto ou serviço da startup. Porém, se destaca por fazer menção dessa comprovação por uma grande referência no mercado de atuação.

Dessa forma, a meta da autoridade é assegurar que você conheça o potencial do produto e transfere essa responsabilidade para si ou outro indivíduo influente. O princípio básico aqui é a reputação.

Escassez

É mais comum vermos o gatilho mental de escassez em copie de vendas. Ele é um método onde a proposta tem um determinado tempo para encerrar. Sendo assim, a promessa do conteúdo precisa ser cumprida para gerar credibilidade ao que foi dito e às próximas ações.

Importante: embora o gatilho mental de escassez seja forte, é necessário usá-lo com bom senso para evitar desgaste na comunicação.

Reciprocidade

Aqui, o foco é gerar valor e estimular a retribuição do “outro”. Por esse motivo, tornou-se um dos gatilhos mentais mais importantes nas estratégias de marketing de conteúdo em startups.

Nesse ponto, é imprescindível entregar um conteúdo de valor que faça sentido para a persona. Caso contrário, a estratégia perde o sentido e pode não exercer a proposta correta.

Curiosidade

Convenhamos, quem não gosta de buscar conhecimento para aliviar a curiosidade que sempre está com a gente?

Sendo assim, o marketing pode explorar isso como um poderoso incentivo para a ação. Esse gatilho mental é muito utilizado em títulos de e-mail e de blogposts, por exemplo, que estimulam a vontade de clicar e ler o conteúdo.

Conclusão

Esses são apenas alguns gatilhos mentais que você pode usar para criar estratégias de marketing mais eficientes para sua startup. 

Então, quando elaborar suas abordagens, busque embasar as suas escolhas em alguns desses gatilhos, que vão direto no inconsciente do consumidor para facilitar as decisões de compra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *