São Paulo é um dos ecossistemas mais promissores do mundo em relatório global

Global Startup Ecosystem Report do Startup Genome é uma das pesquisas mais reconhecidas sobre o o universo de startups no mundo. 

 

Lançado hoje, durante o The Next Web Conference na Alemanha, o Global Startup Ecosystem Report (GSER), estudo mundial sobre startups lançado anualmente pelo Startup Genome, destacou  São Paulo como um dos trinta ecossistemas mais promissores do mundo. E não para por aí! Também somos destaque nos segmentos de fintech e saúde e entre os Top 10 ecossistemas globais para talentos.

Veja os principais highlights do estudo!

O GSER é uma das pesquisas mais abrangentes sobre o mundo das startups e se baseia em dados de milhares de startups e empresas ao redor do mundo. No report de 2019, o Brasil está de volta com o ecossistema de São Paulo como destaque.


Top 10 principais ecossistemas globais para talentos acessíveis

Top 30 principais ecossistemas globais de Fintech

US$ 5,1 bilhões em Valor do Ecossistema

US$ 120 milhões em financiamento em estágio inicial nos últimos 2,5 anos

→ Os pontos fortes do subsetor regional são Fintech e Saúde

* “São Paulo tem tudo que um ecossistema de startups vibrante necessidade, força de trabalho altamente qualificada, diversidade de suas indústrias, parceiros públicos e privados profundamente engajados para comunidade líder global”

Startups Challengers

Quais são os ecossistemas em ascensão? Quais os destaques para os próximos anos? Para responder essas perguntas, o Report destacou os ecossistemas mais promissores, entre eles, a cidade de São Paulo.

     São Paulo na lista de ecossistemas mais promissores no GSER

O que leva São Paulo para essa posição?

Como é possível perceber, há uma grande diversidade entre as cidades destacadas como promissoras. Mas, apesar de distintas, existem algumas características em comum que as levam para esse patamar. Entre elas: todas as cidades têm pelo menos um unicórnio (startups avaliadas em mais de US$1 bilhão), forte liderança regional e liderança em alguma vertical.

→ Unicórnios e ecossistema

Nesse quesito, o Brasil não sai perdendo para outros ecossistemas. Desde que atingimos nosso primeiro unicórnio em janeiro de 2017, não paramos mais! Hoje já temos 8 unicórnios na conta, 3 grandes IPO´s em andamento e 9,2% das nossas startups em fase de scale-up.

Recentemente, a LAVCA (Associação América Latina de Private Equity e Venture Capital) lançou seu report anual sobre o dinheiro de empreendimento em toda América Latina. No relatório, o iFood foi a startup que fechou a maior rodada de VC até o momento (US $ 500 milhões) em novembro de 2018.

O Brasil também liderou a região em todos os estágios do investimento em capital de risco.  Capturando 55,9% do investimento em capital de risco em 2018 (259 investimentos iniciais totalizando US$ 1,3 bilhão).

 

→ Liderança regional

No Brasil, temos hoje mais de 12 mil startups mapeadas, segundo o StartupBase. Estamos com comunidades de startups desenvolvidas em todas as regiões do Brasil. Cidades como Florianópolis, Porto Alegre, Belo Horizonte e muitas outras crescem rapidamente em número e na qualidade das startups.

Mas dentre os estados, São Paulo ainda aparece como uma liderança regional. Está como líder no ranking nacional de estado e cidade com maior concentração de startups.

Confira os dados atualizados em tempo real do Startupbase

→ Destaque em verticais

Fintechs

São Paulo é o centro financeiro do Brasil. Abriga aproximadamente um terço dos bancos do país e responsável por um terço das transações de crédito. É também o lar de uma das cinco maiores bolsas de valores do mundo,BM & FBovespa.

O mercado de Fintech do Brasil está projetado para gerar potencial receita de até US$ 24 bilhões nos próximos 10 anos. O Nubank, banco digital e operadora de cartão de crédito, levantou US$ 150 milhões e se tornou um unicórnio março de 2018. A StoneCo Ltd, empresa de processamento de cartões de crédito, levantou US$ 1,1 bilhão em um IPO em outubro de 2018.

Saúde

O Brasil é o maior mercado de saúde da América Latina e o sétimo maior mercado de saúde do mundo com mais de US$ 42 bilhões gastos anualmente em cuidados de saúde privados.

São Paulo abriga a Hospitalar, uma das maiores Feiras de cuidados de saúde no mundo, frequentadas por mais de 85.000 profissionais de mais de 50 países. Entre os destaques, a Memed, provedor de uma linha plataforma de serviço de prescrição eletrônica, arrecadou US$ 3 milhões em um acordo liderado pela Redpoint eventures.

Nosso potencial para o futuro

Portanto, a colocação do Brasil em um report global como ecossistema promissor, só reforça nosso trabalho. E o de todos os agentes do ecossistema pelo empreendedorismo. E esse é só o início.

A Abstartups trabalha há oito anos para potencializar os resultados das startups brasileiras. E agora vemos mais um passo para um país mais empreendedor. O relatório completo já está disponível. Acesse aqui

 

About the Author:

Ana Flávia Carrilo
Apaixonada por escrita, comunicadora por nascença e formada em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Acredita no acesso a informação como forma de transformação social. Atualmente, faz parte da equipe de comunicação da Associação Brasileira de Startups, ajudando a desenvolver o ecossistema empreendedor brasileiro.