Nem imediatismo, nem sorte

Para que novos negócios emplaquem e permaneçam no mercado é preciso ter muito equilíbrio, desapego, persistência e visão de futuro. Muito raro um negócio que é construído para durar, fazer sucesso do dia para noite.

Alguns empreendedores ainda ficam surpresos ao perceber o quanto precisam ser resilientes e persistentes ao longo da sua jornada, parece óbvio, mas o curioso que poucos agem desta forma. Afinal, tudo que construímos para ser duradouro precisa ser pensado a longo prazo.

Por mais que um negócio seja promissor e esteja crescendo facilmente, não existem fórmulas mágicas para alcançar o sucesso e conquistar o mercado mais rápido. Assumindo que já atingiu pelo menos o breakeven, parece levar de duas a três vezes mais tempo do que muitos ainda imaginam.

Uma razão que justifica de certa forma a expectativa imediatista de muitos Empreendedores é porque eles trabalham rápido, de forma enxuta e simples, com planejamento diferente e com isso, eles esperam que todos os demais resultados sejam proporcionais ao seu modelo, sua velocidade e dedicação integral. Há uma quantidade chocante de estresse de alinhamento em diferentes fases de uma startup e é por isso que tantos negócios acabam morrendo. Uma delas é que seus fundadores prometem e criam grandes expectativas para seus investidores, colaboradores e principalmente para o mercado.

Eu particularmente acredito que a razão pela qual a maioria dos Empreendedores se surpreende quando finalmente descobrem o tempo que leva até chegar lá, é que eles muitas vezes estão confiantes demais. Até justificável, afinal se ele não acreditar, quem vai!? Mas o erro, está em pensar que vão ser um sucesso instantâneo e explosivo em pouco tempo.

Talvez o melhor caminho neste sentido é conversar com Empreendedores mais experientes e perguntar a eles sobre essa jornada. E o que provavelmente vão ouvir? Que desapego e paciência são as chaves da perenidade e de um possível sucesso e que de qualquer forma, mesmo que seu negócio pareça ou seja mesmo incrível, precisa ser construído ano após ano, etapa por etapa. Para a grande maioria das startups que se tornaram bem-sucedidas, foi uma viagem muito longa, pelo menos três anos e provavelmente mais de cinco.

Há um lado positivo para pensar a longo prazo. Não é apenas que você tem que se resignar a tudo levando mais tempo do que deveria. Se você trabalha pacientemente é menos estressante e você pode fazer um trabalho melhor porque estará relaxado, é muito mais fácil se divertir fazendo o que fazemos, sem pressão. A incômoda energia nervosa alimentada pela necessidade desesperada, podem confundir e atrapalhar as decisões.  Se tem alguma emergência pessoal, é melhor resolver de outra forma e não condicionar ou misturar com suas atividades empresarias.

Ok eu sei que neste mercado para conseguir investimentos em estágios mais avançados é preciso fazer e crescer o dobro, o dobro, na sequência o triplo e o triplo, mas quem disse que todos os investidores pensam da mesma forma? Eu por exemplo, no meu estágio, penso e prefiro um crescimento equilibrado, constante e sustentável.

É por isso que as coisas ficam muito melhores quando você atinge rentabilidade de forma consciente e estruturada. Pense nisso e mais em você, não atropele as etapas e nem se cobre demasiado por não fazer um negócio “virar” da noite para o dia. Mesmo que doa ou corra o risco de perder alguma coisa, pense, respire fundo e realinhe de forma transparente TODAS as expectativas com seus sócios, família, colaboradores, clientes e investidores, você pode mudar para um modo diferente de trabalhar e consequentemente alcançar o que pretende num futuro próximo.

Boa sorte em sua jornada. Espero te encontrar pelo caminho!!

About the Author:

João Kepler Braga
Empreendedor que investe desde 2008; Reconhecido como um dos conferencistas mais sintonizados com Inovação e Convergência Digital do Brasil; Especialista em empreendedorismo, startups, marketing e vendas; Participa em mais de 170 StartUps; Lead Partner da Bossa Nova Investimentos; Premiado como melhor Investidor Anjo do Brasil pelo Startup Awards; Colunista de diversos Portais no Brasil; Palestrante internacional; Escritor e autor.