Health Techs: tecnologia aliada a prevenção e saúde


O Brasil é o maior mercado de saúde da América Latina e o
sétimo maior mercado de saúde do mundo com mais de US$ 42 bilhões gastos anualmente em cuidados de saúde privados.

Com um mercado tão aquecido e carente de soluções de base tecnológica para suprir suas necessidades, vemos crescer nos últimos anos, as startups com produtos e serviços voltados a vertical de saúde, as conhecidas health techs.

O cenário atual 

Atualmente, temos mapeadas no Brasil, 449 startups de health techs, segundo dados do Startupbase. Desse número, 43,3% das startups estão concentradas no estado de São Paulo. Em relação ao nível de maturidade das startups nesse segmento, 35,1% delas estão em fase de tração e 31,4% em fase de operação. Além disso, contamos hoje com uma margem de 14,6% de startups em ideação.

 

O grande potencial

Expandir o acesso à assistência médica e melhorar o ambiente hospitalar são grandes objetivos das startups de saúde, Mas como exatamente elas estão realizando esses feitos? Podemos dizer que nos últimos anos, essas startups tem dado uma sacudida necessária de eficiência para esse setor, ainda tão burocrático e tradicional. 

Um dos pontos chave é a visão estratégica dos empreendedores de que personalização é fundamental. Ao personalizar desde pagamentos de seguros de saúde, dietas, medicamentos e até mesmo o atendimento remoto de pacientes, por exemplo, eles conseguem ampliar a saúde humana, reduzindo parte da tensão desnecessária no setor.

Assim, health techs tem o grande potencial de reduzir as burocracias do cenário de assistência médica. Custos crescentes, tempos insuportáveis de espera, ineficiência no desenvolvimento de medicamentos e acesso limitado a serviços e planos de saúde têm sido aprimorados (ou pelo menos abordados) através de novas tecnologias.

Uso da tecnologia na assistência médica

Os usos da tecnologia no setor de saúde são aparentemente intermináveis. A tecnologia está sendo implementada em tudo, desde os processos administrativos do hospital até a pesquisa e a cirurgia do câncer, a fim de melhorar a eficiência em todo o setor e tornar a experiência do paciente o mais indolor possível. E se você ainda tem dúvidas da relevância desse segmento, as consequências dessa pandemia são a prova de que mudanças são necessárias, para ontem. 

– Administrativo

Softwares, ferramentas e aplicativos estão facilitando os hospitais a lidar com sua crescente carga de trabalhos administrativos. A inteligência artificial está ajudando as equipes a otimizarem os fluxos de pacientes, fazendo desde o cálculo preciso dos tempos de espera até a previsão do horário de pico para o agendamento. Enquanto isso, os aplicativos estão fazendo perguntas preliminares aos pacientes e priorizando agendas para que os médicos possam usar seu tempo com mais eficiência.

– Cirurgia

A cirurgia registrou aumento um importante aumento na eficiência e no progresso da saúde ao longo dos anos. Enquanto você lê isso, os robôs estão ajudando em uma série de operações, desde pequenos procedimentos não invasivos até cirurgias cardíacas abertas. Esses assistentes cirúrgicos robóticos são de todas as formas e tamanhos, desde o pequeno robô que rasteja a superfície do coração até um braço gigante que atua como um conjunto extra de mãos durante os procedimentos.  

E os robôs não são os únicos a invadir a sala de operações. A realidade virtual e aumentada estão ajudando médicos e cirurgiões a realizar tarefas, bem como praticar novas técnicas cirúrgicas.

Desenvolvimento de medicamentos

A indústria farmacêutica se apoia na IA e no aprendizado de máquina para alimentar uma nova onda de pesquisas e desenvolvimento de medicamentos. Atualmente, essas ferramentas estão sendo usadas em vários aspectos da indústria para ajudar a acelerar tarefas demoradas, como identificar determinadas combinações químicas que podem ajudar a criar a droga ideal e identificar os pacientes que poderiam se beneficiar melhor de um teste específico.

– Vida saudável

A indústria desenvolveu centenas de dispositivos vestíveis, aplicativos e outras ferramentas que fazem de tudo, desde acompanhar nossos treinos até medir nossos horários de sono, tudo em nome do aumento da aptidão e redução de custos evitáveis no sistema de saúde.

Diagnóstico e redução de erros

O foco de muitas health techs tem sido buscar soluções viáveis para um dos principais problemas da saúde: diagnóstico incorreto ou atrasado. Ao difundir tecnologia em genética, patologia e outros campos importantes de diagnóstico, as startups de saúde ajudaram a detectar doenças mortais como o câncer mais cedo e com maior precisão do que depender apenas de seres humanos.

 Saúde Mental

A saúde mental é um dos setores emergentes da área da saúde que realmente se beneficia com uso de tecnologia. A realidade virtual pode ser uma luz brilhante na luta contra a depressão, TEPT e até Alzheimer .
Através da terapia de exposição, os pacientes treinam gradualmente seus cérebros para criar imunidade a traumas passados ​​até que esses pensamentos não os afetem mais negativamente. Além disso, os aplicativos de telemedicina facilitaram o acesso a conselheiros e profissionais de saúde, abrindo as linhas de comunicação e suporte e reduzindo a necessidade de aguardar uma consulta pessoalmente durante os períodos de pressão.

Apoio das health techs em tempos de pandemia 

Atualmente, estamos em um momento atípico quando falamos em saúde. Em meio a uma pandemia mundial, com recursos hospitalares e equipes insuficientes para atender a alta demanda de pacientes, contar com soluções como a de startups, pode ser fundamental.

Por exemplo, na Abstartups, junto com a Comunidade Governança & Nova Economia (Gonew.co) a lançamos a campanha #StartupsVsCovid19. O objetivo foi motivar e encontrar startups com soluções para minimizar direta ou indiretamente o Covid-19 e seus efeitos. Além disso, de facilitar o acesso à informação.

Nesta campanha, empresários e inovadores estão compartilhando experiências e soluções por meio da hashtag #StartupsVsCovid19. Voltadas para a área da saúde, as soluções que mais se sobressaem, buscam inovação. Por exemplo em telemedicina, big data, exames laboratoriais remotos, acompanhamento de internação hospitalar e teste sorológico. 

Conheça algumas Health Techs!

– BoaConsulta
– Assina Saúde
– L2D Telemedicina
– Gurumed
– Serodonto
– Vitta

 

About the Author:

Ana Flávia Carrilo
Apaixonada por escrita, comunicadora por nascença e formada em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Acredita no acesso a informação como forma de transformação social. Atualmente, faz parte da equipe de comunicação da Associação Brasileira de Startups, ajudando a desenvolver o ecossistema empreendedor brasileiro.