Exclusiva: os riscos e os benefícios dessa estratégia

Se você já tem os serviços de assessoria de imprensa contratados para sua startup, com certeza viu, em algum momento, a sugestão de trabalhar um material específico com “exclusividade”. Mas será que você entende, de fato, o que isso quer dizer e como funciona?

Antes de tudo, vamos deixar claro que não é tudo que pode ser trabalhado como exclusivo. É preciso ter um crivo para apostar nessa estratégia de divulgação, entender a relevância do material proposto ou do anúncio que será feito para a imprensa e se ele, de fato, poderia “merecer” um espaço bacana na mídia.

Caso você e sua equipe de PR já tenham feito o exercício de filtro e acreditem que valha a pena tentar a exclusiva, agora é o momento de pensar no riscos e benefícios dessa aposta:

Riscos: geralmente, quando se cria uma estratégia de exclusiva, listamos os planos A, B e C. Caso o primeiro decline, por quaisquer motivos, passamos para o próximos e assim por diante. Acontece que esse processo pode demorar mais que o esperado, porque enquanto o jornalista A não declinar, oficialmente a sugestão, não podemos passar para o B. Será que você está disposto a esperar? Já vimos aqui na PiaR uma sugestão demorar quase um mês para ser publicada. Consegue controlar a emoção até lá?

Pode ser também que nenhum dos “planos” propostos aceite a pauta exclusiva. Com isso, perdemos um valioso tempo de apostando “no cavalinho errado” e teremos que repensar toda a estratégia para aquele material, recomeçando do zero.

Mas nem tudo são más notícias.

Benefícios: quando recebemos um SIM do jornalista para nossa sugestão exclusiva, além de ficarmos extremamente felizes, é maior a chance de conseguirmos um espaço de destaque no veículo. Isso acontece porque só aquele jornal/site/revista terá acesso à informação em primeira mão, e ele quer exaltar o “furo”. Com isso, sua startup ganha também;

Outra vantagem é que, como exclusivas são focadas em grandes veículos, ela costuma ser replicada por portais mais verticais, que usam como inspiração ou fonte os maiores jornais e sites do país, pulverizando a sua notícia.

Enfim, como já dissemos antes, não há receita de bolo que funcione para todos os casos/clientes. Portanto, mantenha um diálogo aberto com sua equipe de PR para que possam, juntos, encontrar o melhor caminho para resultados para vez mais assertivos.

About the Author:

Bruno Pinheiro
Com 13 anos de experiência em assessoria de imprensa, Bruno já trabalhou no atendimento de contas como BuscaPé, Fox, VivaReal, Qranio, EasyTaxi, boo-box, Samba Tech e Evernote. Já participou de grandes anúncios no mercado brasileiro e conduziu o lançamento de mais de 100 startups nos últimos 6 anos. Bruno Pinheiro é fundador da PiaR Comunicação, assessoria de imprensa de 35 startups no Brasil.