Como fazer apresentações e pitches de sucesso?

Apresentar a empresa é algo rotineiro para quem participa de uma startup. Será que você está preparado para isso?

Para quem tem uma startup, a tarefa de apresentar a empresa não é algo incomum. Seja para conseguir participar de um programa de aceleração, receber investimentos ou qualquer outro motivo, você precisará preparar uma apresentação ou um pitch.

Para muita gente, esse momento não é o mais confortável. É normal ficar ansioso, especialmente se você não tem muita experiência. Por isso mesmo, quanto antes você começar a treinar as suas técnicas de apresentação, mais confiante vai ficar.

As dicas de hoje são do mentor Rodrigo Gutierres, que é sócio fundador de um coletivo especializado em criar apresentações. Segundo ele, as apresentações precisam ser trabalhadas em 3 pontos principais: conteúdo, visual e postura do interlocutor. Veja o que ele diz!

Conteúdo

No conteúdo, você definirá a estrutura da apresentação. Um grande erro aqui é usar modelos que você já possui e tentar encaixar os dados na sua apresentação. Rodrigo propõe exatamente o contrário: monte um roteiro para a sua história e depois procure os dados que você precisa.

Para criar a sua história, defina objetivos específicos para a apresentação. Por exemplo, se vai apresentar para conseguir investimento, tente desmembrar essa meta em propósitos que possam ser alcançados ao longo da história que você vai contar.

Lembre-se de que a apresentação deve ter início, meio e fim. Por isso, ele recomenda que o primeiro passo da apresentação não sejam os slides, mas sim o texto que você deseja falar. Os slides virão em seguida com base no conteúdo.

Outra grande dica aqui é adequar a sua fala à audiência. Faça uma apresentação customizada de acordo com o perfil das pessoas que vão assistir e o nível de conhecimento delas sobre o assunto que vai ser apresentado.

Por fim, nem sempre mais conteúdo significa que você realizou mais trabalho. O grande objetivo é conseguir mostrar as informações relevantes de forma sucinta, clara e objetiva.

Visual

Com o conteúdo elaborado, é hora de começar a pensar na parte visual da apresentação. Segundo o mentor, o ideal é tentar capturar as pessoas tanto pelo lado racional quanto pelo emocional. Novamente, é preciso pensar no tipo de audiência para escolher o design da apresentação.

A escolha das cores é um dos primeiros passos e tem papel importante porque as cores são capazes de transmitir emoções. Geralmente, cada marca já tem as cores que fazem parte da sua identificação e é bom seguir a mesma paleta na apresentação. Cores diferentes podem ser usadas para destacar informações que merecem atenção especial.

O ideal é que você construa a identidade visual da sua apresentação. Ela serve para mostrar a consistência no estilo e, além das cores, inclui:

  • Fontes: escolha uma fonte e se mantenha fiel a ela ao longo de toda a apresentação;
  • Elementos: você vai usar quadrados, círculos ou outra forma?
  • Estilo de imagens: sempre que possível, mantenha um estilo único, por exemplo, imagens em preto e branco ou desenhos;

Na hora de escolher as imagens, também é preciso pensar em como ela vai impactar a audiência. Escolha figuras originais que vão marcar a memória das pessoas.

A próxima dica do Rodrigo é sempre fazer a diagramação do slide. Pense nele como um conjunto de áreas a serem preenchidas. Em vez de centralizar a informação no slide, faça divisões que vão dar a ideia de hierarquia e importância para cada um dos conteúdos do slide.

A última recomendação quanto ao visual é para ser cuidadoso com o uso de animações. Elas devem servir como um suporte e não para tirar a atenção do que realmente importa: você e o conteúdo que está sendo apresentado.

Postura do interlocutor

A última parte da preparação é o treinamento do interlocutor, ou seja, você. Para parecer confiante, você tem que estar confiante e entender do que está falando. Por isso, precisará ensaiar bastante a apresentação.

Durante a fala, tente olhar para todas as pessoas presentes e não foque a atenção em alguém em especial. Mantenha uma postura condizente com um momento de apresentação na qual você se sinta confortável. Estar à frente de uma audiência pode ser assustador, mas com a prática, você comete menos erros e tudo fica mais fácil.

Sendo assim, a nossa dica final é que você nunca deixe de praticar suas habilidades. Faça apresentações sempre que possível, treine sozinho ou com amigos e lembre-se de dominar o conteúdo para parecer confiante durante o pitch.

E então, gostou de aprender mais sobre a preparação de apresentações? Se quiser dicas ainda mais detalhadas, confira também o conteúdo completo em vídeo!

By |dezembro 18, 2017|Investimento e Exits|

About the Author:

InovAtiva
Este artigo foi produzido pela equipe do InovAtiva Brasil, programa de Aceleração de Startups realizado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), pelo Sebrae e com execução da Fundação Certi.