Big Data: o que é e porque sua startup precisa disso

Certamente sua startup gera, diariamente, centenas de diferentes tipos de dados.

Eles são oriundos, por exemplo, de ferramentas de CRM, redes sociais, relatórios financeiros, transações, padrões de uso da sua plataforma ou software pelo usuário, dentre várias outras fontes.

Contudo, o que sua empresa tem feito com estas imensas quantidade de dados?

Ela é capaz de coletá-los de forma organizada, analisá-los e, mais importante, transformá-los em informações que servirão de base para as tomadas de decisão em seu negócio?

Se a resposta for negativa, está na hora de você conhecer Big Data.

html php java source code

O conceito

Definindo de forma objetiva, o termo Big Data (“Grandes Dados”, em um tradução livre) refere-se aos gigantescos volumes de dados gerados por pessoas e empresas atualmente – e que têm crescido de forma exponencial. Para se ter uma ideia da magnitude da coisa, é estimado que os dados produzidos de 2013 para cá representam 90% de todas as informações existentes na internet.

Estas quantidades quase imensuráveis de dados não conseguiriam ser coletadas e analisadas pelas ferramentas de inteligência de negócio tradicionais. É aí que entram em cena as tecnologias de Big Data Analytics, capazes de reunir milhares de dados brutos, selecionar aqueles que são úteis, estruturá-los, cruzá-los entre si e refiná-los em informações que servirão de “bússola gerencial” para decisões de negócio.

Ou seja, as empresas que utilizam soluções de Big Data têm em mãos insights fundamentais para a geração de vantagem competitiva.

A seguir, veremos algumas destas vantagens trazidas, por meio de Big Data, para a sua startup.

Aumento do número de clientes fidelizados

Além de cliente fidelizado significar receita recorrente, é muito mais barato vender para um consumidor que já possui uma relação com a sua marca do que atrair e converter novos visitantes em fregueses da sua empresa. Quando falamos em startups, então, em que boa parte trabalha com modelos por assinatura, a fidelização é ainda mais crucial para a sobrevivência das empresas.

Por meio de análises preditivas de Big Data, é possível prever e identificar os clientes que têm sinalizado, a partir do seu comportamento, estarem em vias de cancelar a utilização dos seus produtos ou serviços. Estes sinais podem ter diversas naturezas, dependendo do segmento de atuação. Mas alguns são clássicos, como a redução no tempo de utilização do serviço ou no volume de recursos e diminuição nas interações com a marca.

De posse dos dados e insights gerados pela análise preditiva, torna-se possível estruturar na sua empresa um modelo de prevenção de churn. Esta é a ferramenta que lhe fornecerá índices que servirão como base para disparar ações focadas naqueles clientes que são possibilidades reais de abandono, fazendo com que seus esforços tenham resultados otimizados.

Otimização da jornada de compra do seu cliente

É fundamental para a sua startup entender como as pessoas interagem com ela: desde o primeiro contato com a marca (prospect), passando pelas etapas de engajamento (nutrição) até a possível compra (cliente). Ao longo de todo este processo de jornada de compra, o (potencial) consumidor vai deixando “rastros” (dados) de seu comportamento – elementos preciosos para a identificação precisa dos fatores-chave que o levam a tomar a decisão de comprar seu produto ou serviço, ou dos gargalos que o impedem de virar seu freguês.

Big Data  é a solução indicada para compreender a jornada do consumidor de forma integrada, pois reúne em uma única plataforma todos estes dados, estruturados ou não estruturados, de diversas fontes, e faz a análise integrada de suas correlações e similaridades, identificando padrões lógicos.

Com estas informações em mãos, é possível descobrir o perfil dos seus consumidores de maior valor, as campanhas que mais o motivam a comprar, como e quando abordá-lo, dentre outros insights essenciais para a elaboração de uma estratégia efetiva de marketing e vendas na sua empresa.

Estes são apenas alguns dos benefícios que o uso de Big Data pode gerar para startups de todos os segmentos de mercado. Você encontra muitos outros no blog Big Data Business.

Ah, e caso tenha interesse em aplicar Big Data no seu negócio, conheça a Hekima!

 

About the Author:

Juliano Ferreira
Juliano é membro da equipe de Marketing da Hekima e cuida também da área de Sucesso do Cliente. É apaixonado por leitura e escrita e, nas horas vagas, não dispensa uma cerveja ou uma partida de Fifa (quiçá ambas as coisas juntas).
Quer garantir seu ingresso do CASE 2019 com desconto?Comprar agora
+ +