fbpx

AWS LightSail, poderoso e acessível! WORDPRESS

Hoje em dia quando se fala em Cloud Computing dentro de qualquer realidade é algo que amedronta qualquer desenvolvedor e deixa de cabelo em pé o departamento financeiro.

Pensando nisso, resolvi compartilhar o mais novo serviço que a Amazon colocou em sua prateleira de soluções, com um custo fixo e o mais importante: escalável.

Fique atento, que esta vai ser uma série de posts com algumas das soluções ‘++’ do mercado e as mais comuns entre Startups que estão iniciando as operações.

Vamos falar um pouco sobre o bom e velho WordPress. Primeiro, o que é?

Se trata de um CMS (Content Manager Service); basicamente um gestor de conteúdo onde você pode gerenciar desde um site institucional até um e-commerce mais complexo.

Estima-se que 30% de todos os sites do mundo usam esta ferramenta, que pode ser uma solução excelente para alguns casos ou uma grande dor de cabeça em outros.

Beleza!

Agora, qual a vantagem de migrar o meu site para a AWS?

Vou compartilhar uma experiência real de uma migração que eu indiquei e acabei colocando a “mão na massa” para executar.

Não vou falar em nomes, mas se trata de um caso real de um WordPress com WooCommerce “melindroso” e cheio de regras de negócio, recorrência de pagamentos e tudo mais. Esta aplicação tinha um custo mensal de $80 por mês com servidores, estamos falando em algo em torno de R$ 440,00. Este mesmo ecommerce dentro da Amazon LightSail caiu para $20 por mês!

E sabe o que é mais importante?

Ele está mais performático e custa 75% menos.
Ao total, são $720 em economia por ano.

Agora sem mais rodeios, vamos direto ao ponto.

Como migrar o seu WordPress para o AWS LightSail?

Vou compartilhar passo a passo. Tudo pronto?


INICIANDO COM LIGHTSAIL:

Primeiro você deve criar uma conta na Amazon AWS e acessar o link a seguir:
Clique aqui

Após finalizar o processo de cadastro e inclusão de perfil de pagamento, você deve ir até o painel de serviços e buscar pela opção lightsail.

Image for post

Image for post

Selecione a imagem desejável. Neste caso, vamos pegar uma instalação pronta do próprio WordPress em seguida selecione o local da instância, sistema operacional, tipo da imagem e tamanho do volume.

Conforme ilustração a seguir:

Image for post

Image for post

Eu particularmente aconselho o volume menor que custa $ 3.5. Além de oferecer 30 dias grátis, é uma excelente opção para avaliar os serviços e simples fazer upgrade. Inclusive, vou ensinar neste post como fazer.

Em seguida crie o nome de sua instância.

Image for post

Image for post

Após criar a instância, aguarde a instalação da instância. O processo demora menos de 2 minutos.

ACESSANDO A APLICAÇÃO:

Em seguida, acesse a instância na descrição. Ele vai mostra um número de IP público que pode ser usado para publicar ou até mesmo visualizar a aplicação.

Image for post

Image for post

Copie este IP e cole no seu navegador para visualizar a instalação do WordPress:

Image for post

Image for post

Nos seguintes passos vamos remover o banner da bitnami.

É importante manter os arquivos de instalação originais do CMS.

Removendo o banner bitnami

Abra o terminal de sua aplicação, clicando no botão Connect using SSH

Image for post

Image for post

Em seguida, o seu navegador vai abrir mais uma janela com o terminal:

Image for post

Image for post

Em seguida, instrua o seguinte comando:

sudo /opt/bitnami/apps/wordpress/bnconfig — disable_banner 1

Em seguida, vamos migrar os plugins, tema, diretório uploads e o banco de dados:


ACESSO FTP:

Para agilizar e evitar erros, o ideal é comprimir as pastas plugins, theme e uploads do seu servidor ou localhost. Desta maneira fica impossível um arquivo acabar se perdendo no ato de transferir para o servidor.

Acesse o FTP da aplicação e para isto é necessário baixar as chaves de acesso.

Retorne para o painel principal do LightSail acessando a instância que desejada na “aba” Connect, na parte inferior, conforme o print a seguir:

Image for post

Image for post

Na última linha clique em Account page. Automáticamente o download de um arquivo com a extensão .pem vai ser iniciado.

Agora configure o FTP (no exemplo estou usando o FileZilla).

Iniciando o FileZilla, no menu superior, clique em Arquivo > Gerenciador de Sites > adicionar novo site.

Image for post

Image for post

Em protocolo, use o SFTP;

Em host, adicione o IP de sua instância;

Em usuário, por padrão é sempre bitnami;

Selecione a chave de acesso baixada no passo anterior.

Clique em conectar.


MIGRANDO OS ARQUIVOS:

O endereço remoto é exatamente este: /opt/bitnami/apps/wordpress/htdocs

Image for post

Image for post

No diretório wp-content os arquivos zipados: plugin, temas, uploads e arquivos de idioma (caso tenha idiomas extras).

Em seguida, retorne ao terminal e digite os seguintes comandos:

Para navegar até a pasta onde estão os arquivos:

cd /opt/bitnami/apps/wordpress/htdocs

Para remover a pasta de plugins:

sudo rm -rf plugins

Para remover a pasta de temas:

sudo rm -rf themes

Para remover a pasta de uploads:

sudo rm -rf uploads

Em seguida o processo de extração de arquivos .zip:

Para extrair os arquivos zipados plugins:

unzip plugins.zip

Para extrair os arquivos zipados plugins:

unzip plugins.zip

Para extrair os arquivos zipados temas:

unzip themes.zip

Para extrair os arquivos zipados uploads:

unzip uploads.zip

Por fim, vamos alterar as devidas permissões de acessos às pastas:

sudo chmod -R 777 themes

sudo chmod -R 777 plugins

sudo chmod -R 777 uploads


EXPORTANDO O BANCO DE DADOS:

Acesse o wordpress que deseja migrar e faça o download do banco de dados com o auxílio de um plugin, chamado WP Migrate DB — WordPress Migration Made Easy.

Você pode baixar neste link: clique aqui.

Após instalado, o plugin vai estar disponível na dashboard do wordpress em:

Ferramentas > Migrar Banco de Dados

Image for post

Image for post

Informe o New URL com o endereço final da aplicação.
Em New file path deve ser adicionado o caminho relativo da instância. Em nosso caso, é o seguinte: /opt/bitnami/apps/wordpress/htdocs

Perfeito! Agora é a hora de exportar a base de dados. Clique em Export, conforme a ilustração a seguir:

Image for post

Image for post


IMPORTANDO O BANCO DE DADOS:

Para acessar o banco de dados dentro da aplicação é necessário criar uma Bridge. O acesso em resumo torna ainda mais segura a aplicação e aqui, estou fazendo uso do sistema operacional macOS, com acesso via terminal local.

Abra o terminal. O comando a ser instruído é o seguinte:

sudo ssh -i Downloads/NomeDaSuaChave.pem -L 8888:127.0.0.1:80 [email protected][IP DE SUA INSTÂNCIA ]

Você vai receber a tela de boas vindas conforme o print a seguir.

Image for post

Image for post

Em seguida, acesse pelo navegador o seguinte endereço:

http://127.0.0.1:8888/phpmyadmin

A seguinte tela em seu navegador vai abrir:

Image for post

Image for post

Já estamos nos passos finais. Agora, é necessário ter usuário e senha para acessar o banco de dados. O mesmo está informando no arquivo de instalação chamado wp-config.php. Por facilidade, vou usar o nano (um editor de texto nativo do linux).

Instrua o seguinte comando em seu terminal:

sudo nano /apps/wordpress/htdocs/wp-config.php

Procure as seguintes informações:


// ** MySQL settings — You can get this info from your web host ** //
/** The name of the database for WordPress */
define( ‘DB_NAME’, ‘bitnami_wordpress’ );

/** MySQL database username */
define( ‘DB_USER’, ‘bn_wordpress’ );

/** MySQL database password */
define( ‘DB_PASSWORD’, ‘SENHADESUAAPLICACAO’ );


Retorne para o navegador e informe as credenciais DB_USER e DB_PASSWORD:

Para fechar o editor aperte as teclas CONTROL + X > Y > ENTER.

Em seguida, clique em importar. Selecione o arquivo .sql exportado pelo plugin WP Migrate DB — WordPress Migration Made Easy no PhpMyAdmin:

Image for post

Image for post

Para finalizar, o IP vinculado a aplicação deve ser um IP estático, para ter total controle em sua aplicação.

No painel da Amazon LightSail acesse Networking > Create Static IP

Image for post

Image for post

Nomeie o IP estático e vincule a sua instância WordPress.

E pronto! Acesse o IP de sua aplicação caso não encontre. Acesse o serviço conforme o print a seguir.

Image for post

Image for post

E pronto, missão cumprida!

Image for post

Image for post

E para fazer upgrade, crie um SnapShot ( uma cópia de segurança );

Acesse a instância e localize a “aba” Snapshots conforme ilustração.

Image for post

Image for post

Assim que o processo for concluído, você poderá criar uma nova instância a partir de uma imagem, podendo selecionar as configurações que se enquadram melhor a sua necessidade.

  • Atenção, não é possível fazer downgrade, portanto escolha com cuidado as configurações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *