Assessoria x Ads: é preciso fazer essa escolha?

Em momentos de crise, como a que o Brasil tem vivido, é de se esperar que as empresas procurem cortar custos em todas as áreas. Uma das mais afetadas é a de comunicação, que sempre acaba sendo uma das primeiras a ser cancelada, pois muitos gestores ainda não enxergam seu valor.

Isso acontece porque, infelizmente, na nossa área, ainda não há uma fórmula ou métrica pré-estabelecida que possa mensurar, de forma prática, os resultados de PR. Não há, pelo menos por enquanto, como colocar na ponta do lápis e confrontar, em números, a efetividade do trabalho de branding, reputação e endosso que desenvolvemos diariamente.

Diante da “impotência” de provar nosso valor em reais, o que tenho observado é que muitos empreendedores, quando param para analisar onde podem reduzir gastos, optam por cancelar os serviços de Assessoria de Imprensa e decidem por investir em Ads no Facebook ou outras redes sociais. Não quero aqui, de forma alguma, recriminar essa prática, afinal ambas as estratégias são efetivas e, se possível, deveriam sempre caminhar juntas. Mas deixo uma provocação: será que o impacto será o mesmo?

A resposta é simples: não. Primeiro porque, quando uma startup escolhe investir todo seu budget apenas em Ads, acaba “limitando” sua comunicação apenas ao nicho de pessoas que faz parte de seus seguidores. Por outro lado, quando investe em PR pode conseguir ampliar este universo para públicos, que nem sempre são ativos nas redes sociais, mas podem ser clientes importantes – ou, de outra maneira, ser um stakeholder com a mesma significância.

Como já disse em outros textos, comunicação é uma disciplina de humanas e, portanto, não segue apenas um caminho ou “fórmula de bolo”. Mas, na minha opinião, o caminho mais acertado é dividir o budget entre as áreas de Ads e Assessoria. Dessa forma, você conseguirá atingir públicos igualmente relevantes, mas que atuam e conseguem informação de maneiras diferentes.

Não é preciso escolher, até porque os critérios e métricas de análise são absolutamente diferentes. Encontre, com criatividade, uma forma de manter as duas frentes de comunicação.

About the Author:

Bruno Pinheiro
Com 13 anos de experiência em assessoria de imprensa, Bruno já trabalhou no atendimento de contas como BuscaPé, Fox, VivaReal, Qranio, EasyTaxi, boo-box, Samba Tech e Evernote. Já participou de grandes anúncios no mercado brasileiro e conduziu o lançamento de mais de 100 startups nos últimos 6 anos. Bruno Pinheiro é fundador da PiaR Comunicação, assessoria de imprensa de 35 startups no Brasil.