Aceleração de startups: saiba como crescer!


Um empreendedor não quer que a sua empresa fique parada, morosa e/ou ociosa. No caso de uma empresa de tecnologia, um caminho para fugir disso é a aceleração de startups.

Aliás, um caminho nós acreditamos que seja a resposta errada. A Abstartups crê que esse é o caminho. 

Por sinal, você, empreendedor, já deve ter ouvido falar, de alguma maneira, sobre o processo de aceleração. É algo muito comum no nosso meio. 

E é justamente por ser tão frequente que nós vamos explicar, detalhe por detalhe, como ele acontece. 

Chega de dúvidas. Chegou a hora de você verificar se é a hora de acelerar a sua empresa.

E, ah! Importante: nós, quase sempre, começamos um texto contando um pouco de história, origem de nome e por aí vai. Não é importante aqui, certo?

Antes da aceleração de startup, porém…

O primeiro momento em que você recebe um montante importante de capital é logo na fundação da sua startup, normalmente.

Lá você recebe o que é chamado de investimento-anjo. A pessoa (física ou jurídica) que aporta tal dinheiro, como não poderia deixar de ser, é o investidor-anjo. 

Esse não é um processo que faz parte do que é conhecido como aceleração de startup. Mas, como estamos falando de injeção de capital, não custa nada citá-lo. 

Com esse valor inicial de investimento, a empresa começa, enfim, a olhar para o futuro tendo com o que trabalhar no presente. Tempos depois, porém, costuma vir a dificuldade.

Mas, como diria (muito bem, por sinal) o poeta, é na dificuldade que as grandes ideias e oportunidades surgem. E é melhor ainda quando elas surgem no plural.

A aceleração em si

Aquele montante que foi aportado na empresa começa a ficar mais escasso, e muitas startups têm dificuldades para encontrar investimento. 

As dicas para acelerar a sua startup, no geral, são simples e cabem em vários momentos da existência da sua empresa. E isso, obviamente, vale para a hora da aceleração.

Há, porém, um grande diferencial. 

Esse diferencial nós deixaremos pra depois. Algumas dicas mais gerais também são importantes pra toda e qualquer empresa. Logo, deve ser falada aqui.

Invista na equipe

Como empreendedor, você deve saber que a empresa não existe sem um corpo de colaboradores. E ele deve ser qualificado e motivado.

Faça questão de ter colaboradores competentes, e sempre deixe-os motivados com remunerações, premiações e congratulações.

Também não deixe de chamar para seu grupo quem tenha visões semelhantes as suas, para evitar desgastes futuros.

 

Mostre-se

Nunca é demais falar de networking. E, para acelerar sua startup, ela também pode ser importante.

Falar a respeito do mercado de trabalho, de visões profissionais e até mesmo pessoais suas, cria laços e estreita contatos. É um convite para se apresentar.

Estar aberto ao contato de terceiros também é importante. Você pode estar diante de um fornecedor, cliente ou até mesmo sócio para a sua startup.

 

Boa gestão

Estabelecer metas, desenvolver o plano de negócios e estabelecer boas-práticas corporativas, acredite, também te ajuda a desenvolver uma startup. 

Com tudo planilhado e organizado, fica muito mais fácil verificar o que pode melhorar e, também, como você pode otimizar o que já funciona bem. 

Isso sem contar, é claro, no autoconhecimento que o acesso total a cada um dos dados da sua empresa fornece sobre ela mesma e, também, sobre o seu perfil como empreendedor.

 

Feedbacks

Ao falar de “verificar o que pode melhorar”, outro sintoma de que uma das rotas tomadas pela sua empresa deve ser alterada está nas impressões de profissionais próximos.

Clientes, fornecedores e até mesmo quem está em outras startups e acompanham o seu trabalho são boas fontes de informação e críticas – construtivas, é claro.

Outra dica é fazer o processo (seja qual for) que clientes fazem sem se identificar. Dessa maneira, você mesmo pode verificar o que pode ser ajustado.

 

Persistência

Empreendedores, por definição, devem ser persistentes e não desistir de trajetos e projetos com facilidade. Por vezes, o tempo é o grande e único aliado de um bom profissional.

E, aqui, a persistência também é sinônimo de aceitação. Além de ouvir o que outros profissionais têm a dizer, pesquisar sobre o mercado e acreditar no que a sua intuição diz é muito importante.

Por mais habilidades que um empreendedor tenha, a força mental ajuda muito quem está à frente de um negócio. 

Colocar tudo que foi dito acima em prática é algo fundamental em diversos momentos da sua empresa. Mas há algo que precisa ser dito e só pode ser utilizado em uma ocasião.

Exatamente: quando você necessita da aceleração de startup.

É nesse momento que, tcharam!, aparece uma empresa especialistas em aceleração de startup. 

O nome é óbvio. E o que elas fazem?

Sem mistério nenhum, até porque você já deve ter ouvido falar delas em algum momento como empreendedor. As empresas que costumam ajudar as empresas nessa situação são as aceleradoras de startup.

Existem uma série de aceleradoras no mercado. Cada uma delas possui seu modus operandi, e é interessante que você busque qual melhor se encaixa na sua empresa.

Outra situação que também muda de instituição para instituição são os critérios para entrar em cada uma delas. Fique atento a isso, também.

Há alguns pontos, porém, que são comuns a todas elas. E isso é muito importante.

Para começar: elas não fornecem apenas dinheiro para startups

Diz o ditado popular que, melhor que pescar o peixe, só aprender a pescar. E essa é uma preocupação da grande maioria das aceleradoras.

Nesses locais, você pode, por exemplo, conhecer mentores. Com a respectiva experiência de mercado, ele pode auxiliar de diversas maneiras com dicas valiosas.

Mais do que isso, na verdade. Os mentores são uma pequena parte de um conceito muito maior. E é do networking, tão falando no mundo corporativo (inclusive, já falamos dele por aqui), de quem estamos falando. 

Empreendedores e profissionais de sucesso colaboram com dicas. Potenciais investidores passam a conhecer a empresa. O público-alvo em geral, com algum investimento em marketing e publicidade, idem.

No processo, você também vai se atentar para algo muito importante e que nem sempre tem o destaque que deveria. Trata-se do pitch.

O que é  o pitch?

Basicamente, o pitch é uma apresentação muito rápida que deve explicar para investidores e interessados o que a startup faz. E essa seleção de informações é feita por você. 

Por necessitar de muita agilidade, ele é um desafio para muitos. E os envolvidos na aceleração da sua startup vão te ajudar no filtro do que levar ou não para a apresentação.

É claro, porém, que esses benefícios todos não vêm de graça. Mas, acredite: o que elas buscam em troca é algo que a sua startup pode arcar tranquilamente.

Normalmente, durante o processo de aceleração de startup, as instituições pedem alguma porcentagem enquanto sócias. 

O valor varia de aceleradora para aceleradora. Mas, habitualmente, o valor não passa dos 15%. E, aí, cabe a você, empreendedor, verificar se vale ou não a pena.

(SPOILER: nós acreditamos que vale demais a pena)

Por sinal, essa situação, que muitos veem negativamente, pode ser um grande trunfo para o futuro da sua empresa. 

Tendo uma aceleradora como sócio, a empresa vai, obviamente, querer lucrar (como todo sócio, afinal de contas).

Caso a empresa perceba que algo está errado, como integrante do quadro societário, eles irão pedir explicações. 

Mas, mais do que isso: eles também pode aconselhar. 

Com a vivência de quem está mais do que acostumado a fazer aceleração de startups (e, também, seguir participando ativamente da vida de cada uma delas), as aceleradoras podem falar sobre o caminho pós-aceleração.

E, um conselho: ouça tudo, absolutamente tudo o que essas empresas têm a dizer caso opte em ser acelerado por elas.

Outro ponto: esses benefícios todos, infelizmente, não duram por toda a eternidade. 

O programa de aceleração de startups costuma durar entre seis meses e um ano. É tempo suficiente para você se tornar um empreendedor melhor, vai?

Muito além da aceleração

Após ler todo esse conteúdo, nós temos certeza que você está muito mais pronto para fazer a sua startup crescer. Ou acelerar, como bem quiser chamar. 

Esse processo, que você muito bem sabe que não é fácil, tem seus aliados. 

As aceleradoras de startup, como dissemos, são algumas delas. Os outros pontos que levantamos, idem. Mas existe uma outra instituição que pode te ajudar bastante.

Nesse momento, você deve estar se perguntando quem seria essa ungida organização. E, bem, você já a conhece. 

Somos nós mesmos. 

A Abstartups, ao longo de todo o ano, possui uma série de benefícios para fazer a sua startup crescer. Dica: nossos parceiros e sócios ganham ainda mais.

Nós também oferecemos informação de todos os jeitos para você. E não falamos apenas do nosso Blog.

Aqui você também encontra mentorias e dois eventos para fazer networking e seguir aprendendo: o CASE e o StartupON.

Nós surgimos em 2011. E, acredite: nós já vimos muita coisa acontecer quando o assunto são empresas de tecnologia. Nós também podemos te ajudar bastante. 

Isso inclui, é claro, aceleração de startups.
Então, para isso, e para qualquer outra situação que você precise, a Abstartups está aqui, com você. Conte com a gente!

 

About the Author:

Ana Flávia Carrilo
Apaixonada por escrita, comunicadora por nascença e formada em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Acredita no acesso a informação como forma de transformação social. Atualmente, faz parte da equipe de comunicação da Associação Brasileira de Startups, ajudando a desenvolver o ecossistema empreendedor brasileiro.