Sua ideia de startup é viável?

Você teve ideia uma grande ideia para uma startup? Parabéns! Agora você só precisa garantir que essa ideia pode se tornar um modelo de negócio viável e rentável para você.

Sua ideia é suficiente para começar uma startup?

Você sente que chegou a hora de ser o seu próprio chefe e começar um negócio. Quer realizar seus sonhos e conseguir que as pessoas gostem do seu serviço a ponto de se tornarem clientes. Mas você não tem certeza se sua ideia é realmente válida para se tornar um modelo de negócio rentável.

Isso parece familiar?

Essa questão é provavelmente uma das mais difíceis – se não a mais difícil – na jornada para fundar uma startup.

Mas primeiro de tudo, é preciso saber: você não terá uma única ideia que será A ideia de startup.

Calma, isso parece desencorajador, mas faz sentido! Boas ideias levam tempo para serem desenvolvidas. Por isso, é muito mais provável que você tenha uma série de ideias que até podem não ter muito em comum de primeira, mas que vão evoluindo até se tornar um grande negócio.  

Veja aqui nossas dicas para te ajudar a validar sua ideia:

→ Tenha certeza que você está resolvendo um problema

Primeira lição: você deve se certificar que está está resolvendo um problema que realmente importa para as pessoas, não só para você. Muitas vezes, temos uma ideia que parece brilhante, mas para as outras pessoas ela não é útil e aí mora o perigo do fracasso.

Dedique um tempo para entender exatamente o que a ideia da sua startup está resolvendo, e em seguida, entenda se de fato é algo que as pessoas se preocupam o suficiente para utilizarem o seu produto ou modelo de negócio.

Lembre-se: as melhores ideias costumam surgem de frustrações pessoais. Use seu insight pessoal como ponto de partida e depois parta para a validação da sua ideia com outras pessoas.

Como fazer? Aqui, ensinamos a você como criar um Business Model Canvas do seu negócio e começar a desenhar a validação da sua ideia.

Conte para todo mundo

Existe um mito que diz que se você tem uma grande ideia de sucesso, você tem guardá-la a sete chaves. Afinal, outras pessoas podem roubar sua ideia. Mas, uma coisa é certa: ter uma ideia e dar vida a ela são coisas completamente diferentes.

Implementar um projeto como uma startup não é fácil. Exige coragem, paciência, dinheiro, tempo e até um pouco de sorte. E para enfrentar tudo isso, conversar com as pessoas é fundamental.

Quando você fala com pessoas, você tem feedbacks valiosos que sem dúvida, vão te abrir os olhos para seu negócio. Cada diálogo é uma oportunidade para você perceber um novo ângulo que ainda não tinha considerado, rever conceitos ou até mesmo validar suas afirmações.

Como fazer?
Comece conversando com amigos, familiares e pessoas ao seu redor. Depois, procure mentores e pessoas mais experientes do ecossistema para ajudá-lo. Conheça mais sobre a equipe de mentores que atende nossos associados, aqui.

Crie uma lista de suposições

Antes mesmo de se comprometer com a construção do seu negócio ou investir pesadamente em um MVP, comece listando todas as suposições que precisam se provar verdadeiras para que seu negócio dê certo. Crie uma lista que atenda todos os aspectos da sua ideia, do começo ao fim. E inclua até mesmo as suposições mais básicas.

Por exemplo, se sua ideia é um serviço para reservas em restaurantes. Pense: as pessoas realmente acham difícil fazer uma reserva? Elas pagariam para alguém resolver um problema? Os restaurantes estão dispostos a terceirizar esse serviço?

Como fazer? Com a lista pronta, comece a pensar em como priorizar suas suposições, em ordem de importância: da mais crítica até o trivial.

Teste suas suposições

Conversar com as pessoas fez você perceber que existe um mercado para sua ideia e encorajou você? Ótimo, você acabou de dar o primeiro passo! Agora pegue sua lista de suposições priorizadas e encontre maneiras de testá-las. Seja com a construção de um  MVP, um protótipo ou com ferramentas de pesquisas.

O importante aqui é conseguir o máximo de informações e respostas às suas perguntas para seguir adiante. Informação é o diferencial que vai transformar sua ideia em um modelo de negócio consciente e vai te dar muito mais preparado para “lutar” por seu negócio.

→ Não se esqueça!

Acima de tudo a grande questão aqui é: “Minha ideia é lucrativa?”. Encontre formas de responder essa pergunta, com o máximo de números e informações que você puder. Descubra se há um mercado para sua ideia, se as pessoas realmente precisam ou querem o seu produto. Se a resposta for não, então o que elas estão procurando?

No final, você quer vender um produto ou serviço, por isso, você quer ter certeza do que está acontecendo com seu público-alvo. Bom trabalho!

 

By |fevereiro 12, 2019|Primeiros passos|

About the Author:

Ana Flávia Carrilo
Apaixonada por escrita, comunicadora por nascença e formada em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Acredita no acesso a informação como forma de transformação social. Atualmente, faz parte da equipe de comunicação da Associação Brasileira de Startups, ajudando a desenvolver o ecossistema empreendedor brasileiro.