7 programas de fomento para empreendedores ficarem de olho

Para as startup que estão começando no mercado, participar de programas de aceleração e fomento pode transformar totalmente o negócio. De acordo com pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Brasil possui um mercado consolidado com cerca 40 aceleradoras de startups em atividade. O trabalho dessas aceleradoras consiste em fazer com que as empresas consigam evoluir rapidamente, ao ajudar na preparação de planos de negócio e a serem competitivos para conseguirem possíveis investimentos.

Além das aceleradoras, o ecossistema também está repleto de atividades que ajudam a fomentar o empreendedorismo no país. As iniciativas, idealizadas pelo governo, instituições paraestatais ou fundações, oferecem programas que contam com a participação de empreendedores experientes, mentores e eventualmente recursos financeiros destinados a apoiar os novos negócios.

Neste material, destacamos alguns dos principais programas de aceleração e fomento que atuam no país. Confira um pouco do funcionamento de cada uma delas e fique de olho nos programas que podem fazer com que o seu negócio obtenha destaque no mercado empreendedor nacional e internacional.

InovAtiva Brasil – Um programa que conecta startups a mentores e investidores

O InovAtiva Brasil é um programa gratuito de aceleração em larga escala para negócios inovadores de qualquer setor e lugar do Brasil. Realizado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) em parceria com o Sebrae e executado pela Fundação Certi, o programa foi criado em 2013 e já acelerou mais de 540 startups. Durante a aceleração o startupeiro recebe capacitação de nível mundial em empreendedorismo inovador por meio de cursos gratuitos e online, mentorias individuais por até quatro meses, atividades presenciais de mentoria e treinamento em Bootcamps e participam do Demoday InovAtiva, com conexão direta aos investidores do mercado empreendedor. Para o Secretário de Inovação e Novos Negócios do Ministério, Marcos Vinícius de Souza, o InovAtiva preenche uma lacuna no ecossistema de empreendedorismo inovador brasileiro ao apoiar as startups com boas tecnologias, mas sem experiência de mercado. “Nossos mentores, investidores e executivos de sucesso, são voluntários nesse processo pois acreditam que preparar empresas iniciantes para o mercado impacta positivamente no desenvolvimento das sociedades, mas principalmente no desenvolvimento econômico do país”, diz.  

Conheça o programa http://www.inovativabrasil.com.br/programa-de-aceleracao/

SP Stars – Programa de mentoria que forma estrelas em São paulo

Criado em 2015, o SP Stars é um programa aberto de mentorias que faz parte da Missão Tech Sampa, a política municipal de estímulo à inovação e desenvolvimento de startups em São Paulo. Nele, mentores voluntários são conectados aos empreendedores que precisam de auxílio para se desenvolver.  O programa recebeu cerca de mil inscrições desde a sua criação e atendeu mais de 350 startups ao longo dos últimos dois anos e meio. Para Michel Porcino, coordenador do programa, a mentoria é um dos pilares básicos do desenvolvimento de uma startup. “Atendemos muitas empresas e percebemos que as mentorias são bases importantes para termos um ecossistema saudável. Com nosso trabalho, atraímos olhares do mundo todo e como parte do nosso próprio processo evolutivo, recentemente abrimos vagas também para empresas estrangeiras interessadas no nosso projeto’’, comenta.  

Conheça mais o SP Stars http://www.spstars.co/

Sebrae Like a Boss – Portal que conecta startups a todo ecossistema de inovação

O objetivo do Sebrae Like a Boss é fortalecer a atuação do Sebrae junto às startups e potencializar o atendimento nos Estados, por meio de capacitação e direcionamento de mercado. Através dele, o empreendedor pode conferir sugestões de eventos e cursos, acompanhar as recomendações dos melhores editais para aceleração dos negócios e ter acesso a um material criado especialmente para cada momento de maturação dos modelos de negócios inovadores. Márcio Brito, coordenador de projetos de startups do Sebrae Nacional, reforça que os trabalhos realizados pelo Sebrae também são uma forma de profissionalizar os empreendedores. ‘‘Além de apoiar micro e pequenas empresas, o Sebrae também se preocupa com as atividades realizadas pelas startups. Potencializar essas empresas é inseri-las de forma positiva na economia brasileira. Com apoio qualificado, nosso objetivo é prepará-los para que possam conquistar os investidores interessados’’, ressalta.

Acesse o site e conheça mais http://www.sebrae.com.br/sites/Startup

Sinapse da Inovação – Programa que transforma ideias em startups!

O Sinapse da Inovação é um programa de incentivo ao empreendedorismo inovador que oferece recursos financeiros de subvenção econômica e suporte para transformar ideias inovadoras em empreendimentos de sucesso. Idealizado pela Fundação Certi, o programa já realizou cinco edições em Santa Catarina, uma edição no Amazonas e está finalizando o processo de seleção das startups no Espírito Santo. O objetivo do programa é transformar as boas ideias geradas por estudantes, pesquisadores, professores e profissionais em empreendimentos de sucesso. Para Fernanda Konradt, coordenadora do Sinapse, os programas de empreendedorismo têm grande relevância para o desenvolvimento do ecossistema de inovação no país. “Precisamos idealizar uma geração de cultura empreendedora que foque nos resultados e alcance a competitividade regional e nacional de forma competitiva. Isso faz com que os empresários tenham mais segurança e preparo de mercado”, finaliza.

A próxima edição do Sinapse da Inovação Santa Catarina será lançada ainda em setembro de 2017. Mais informações visite http://portal.sinapsedainovacao.com.br

Scale-up Endeavor – Iniciativa voltada para empreendedores de alto impacto

O Scale-Up Endeavor é um programa que apoia empresas com potencial de impacto, ao oferecer mentorias de alto nível. O programa conecta diretamente empreendedores de alto impacto com mentores experientes, direcionando-os para o melhor modelo de negócio de acordo com o segmento. Guilherme Paludetto, gestor regional da Endeavor, revela que neste ano o programa contou com parcerias de grandes empresas para lançarem alguns programas setoriais. “Estes programas apoiam empreendedores que já validaram seus modelos de negócios e possuem know-how para continuar crescendo. Com a parceria de grandes empresas, estamos trabalhando em programas definidos, como o Scale-up Fintech, o Scale-up Indústria e também o Algar Ventures Open. Este último busca empresas nos setores de TIC, Agroindústria, Turismo e Entretenimento e Energias Renováveis”.

O Scale-up Endeavor está com inscrições abertas e procura por startups voltadas ao segmento Agrotechs. Existem vagas também para o programa em parceria com o BRMalls Partners. Os interessados têm até o dia 4 de outubro para se inscrever e podem obter mais informações através da página endeavor.org.br

Startup Brasil

O Startup Brasil é um programa de aceleração do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI) e tem como objetivos apoiar projetos de PD&I de startups de TI e contribuir para o desenvolvimento do ecossistema. As startups selecionadas têm acesso, num período de até 12 meses, a até R$ 200 mil em bolsas de pesquisa e desenvolvimento para os seus profissionais, além de participar de uma série de eventos e atividades promovidas pelo programa para capacitação e aproximação de clientes e investidores.

As startups recebem também investimentos financeiros de aceleradoras e têm acesso a serviços como infraestrutura, mentorias e capacitações em troca de um percentual de participação acionária. Na edição de 2017 serão selecionados 50 projetos, as inscrições para startups ficam abertas até 25 de setembro no site http://www.startupbrasil.org.br/.

Seed

Seed é a sigla para Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development, um programa de aceleração de startups criado em Minas Gerais, mas que atrai startups do Brasil inteiro. A cada rodadas são selecionadas 40 projetos para receber capital semente e participar de um período de 6 meses de aceleração. Saiba mais no link http://seed.mg.gov.br/sobre/.

By |setembro 18, 2017|Equipe e cultura|

About the Author:

InovAtiva
Este artigo foi produzido pela equipe do InovAtiva Brasil, programa de Aceleração de Startups realizado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), pelo Sebrae e com execução da Fundação Certi.